O novo Brasil dos estrangeiros

Postado por Projeto 2042 quarta-feira, 7 de outubro de 2009
"Porque a grama do vizinho é sempre mais verde?" Essa pergunta cabe direitinho nesta notícia. É que ao ler o Balaio do Kotscho me deparei com um Brasil que não chega a ser totalmente meu. Quem lê essas notícias acha que o Brasil está a mil maravilhas, que não temos problemas algum. Em que mundo esse povo vive?

Algumas notícias  internacionais que viraram tópicos na coluna do Nelson de Sá do Toda Mídia.

“ULTRA, ULTRA HOT”
Jim Cramer, folclórico âncora da CNBC, principal canal financeiro dos EUA, fez festa para o Brasil e o IPO do banco Santander. “O Brasil está ultra, ultra quente. O PIB deve crescer 5%, 6%. Os serviços financeiros vivem boom, os Jogos de 2016 eles acabam de vencer."
“WORLD S BEST”
No alto da Folha On-line, a Petrobrás entrou para as 40 melhores empresas do mundo, na lista da “Business Week” (…). A revista descreve a Petrobrás como “a maior empresa do hemisfério Sul” e sublinha seu crescimento.
O BRASIL DEPOIS DE LULA
Em meio ao louvor global na mídia, nos dias seguintes à escolha do Rio para sediar os Jogos, o colunista de política externa do “FT”, Gideon Rachman, escreveu que “o Brasil nunca esteve tão na moda”, com Jogos, Copa, Brics, G20, pré-sal: “Em Lula, o Brasil finalmente tem um líder que é uma figura reconhecida globalmente”.

Eu cheguei a comemorar a maior visibilidade do Brasil  no cenário mundial, pois acho que assim a gente vai deixar de ser "apenas" o  país da floresta tropical, das mulatas, do carnaval, do futebol e das praias. Mas esse otimismo exagerado me deixa preocupado. São nessas horas que todo mundo começa a "achar" que está tudo bem e o prejuízo vem logo a seguir.

O Brasil está crescendo? Sim, sem dúvidas. Mas não vamos nos descuidar só porque falaram que que daqui pra frente tudo vai ser melhor. Se  a gente não cuidar esse dia pode nunca chegar.
Feed
Assine nosso Feed ou receba os artigos por email

2 Comentários

  1. Anônimo disse:
  2. a gente tem q fazer nossa parte e investir mais no capitalismo neo-liberal. ao contrario dos q os "esquerdistas" (termo do proprio karl marx, aos socialistas q 'colaboravam' com as burguesias democraticas) acham, o capitalismo nao quer q as pessoas sejam ignorantes e pobres.

    o sangue do capitalismo é a inovação tecnologica, q promove a competição e derruba os preços; alem disso, miseravel morto de fome nao compra TV de plasma e carro do ano.

    prescisamos mostrar para o resto da america latina q é possivel fazer como o Japao, q perdeu para os EUA a 2 guerra mundial (sofreu 2 bombardeios nuclares) e deu a volta por cima ADAPTANDO o modelo do 1 mundo, ao inves de ficar reclamando e botando a culpa de sua pobreza em paises capitalistas estrangeiros - principalmente os EUA.

    colocar a culpa nos outro é facil.

     
  3. Projeto 2042 disse:
  4. @Anônimo
    Discordo que o que move o capitalismo é a inovação tecnológica. O que move ele é o lucro. Todo capitalista quer lucrar. Não condeno o capitalismo, mas ele está longe de ser um sistema perfeito. A crise do ano passado foi uma prova.

     

Postar um comentário

Posts Recentes