Lula condena o "vandalismo" do MST

Postado por Projeto 2042 sexta-feira, 9 de outubro de 2009
Aleluia senhor! Finalmente o grilo falante deu uns bons conselhos ao nosso presidente. É que nesta sexta-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a ação de um grupo ligado ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que foi  acusado de depredar a Fazenda Santo Henrique, da empresa Cutrale, em São Paulo, no dia 28 de setembro. Os sem-terra arrancaram milhares de pés de laranja, danificaram dezenas de tratores e depredaram as instalações da fazenda.

"Todo mundo sabe que sou defensor das lutas sociais. Mas, entre uma manifestação reivindicando alguma coisa e aquela cena de vandalismo, obviamente, não podemos concordar com aquilo", declarou Lula. Ainda na coletiva  o presidente afirmou não concordar com a atitude do MST "porque não tem explicação para a sociedade você derrubar tantos pés de laranja apenas para demonstrar que você está reivindicando". "Você podia demonstrar sem precisar destruir máquinas nem pés de laranja”, disse ele.
Além disso, o presidente cobrou punição aos responsáveis: "Todo mundo já aprendeu que neste País tem lei, tem Constituição. Se estiver dentro da lei, pode qualquer coisa. Se não, vai pagar o preço."

Apesar da polícia dizer que pelo menos mil árvores foram danificadas pelos sem-terra. Os manifestantes alegaram que apenas cortaram algumas árvores para plantar feijão, justificando que "ninguém vive só de laranja". (isso é piada não é?)

A direção nacional do MST lamenta os atos de vandalismo e classifica como "desvios de conduta" às ações do último dia 28. E atribuiu a violência a "infiltrados". E em nota diz:
"Lamentamos muito quando acontecem desvios de conduta em ocupações, que não representam a linha do movimento. Em geral, eles têm acontecido por causa da infiltração dos inimigos da reforma agrária, seja dos latifundiários ou da polícia".

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a ação na fazenda, de propriedade da empresa Cutrale, maior produtora de suco de laranja do país.

Reivindicações devem ser feitas de forma ordeira, não precisa ser muda, quieta e que não incomode ninguém. (o que não é a sua finalidade). Mas isso que ocorreu não foi uma reivindicação e sim vandalismo. E o pior de tudo é que esse tipo de atitude por parte dos manifestantes do MST vem ocorrendo com frequência. Eu concordo plenamente com o nosso presidente, só acho que ele demorou muito pra tomar esta atitude. Ele como presidente tem que assegurar os interesses do país e não de um movimento que por sinal está recebendo muito dinheiro deste governo.
Feed
Assine nosso Feed ou receba os artigos por email

2 Comentários

  1. Anônimo disse:
  2. O problema que nada mudará... é a mesma coisa que ele reclamar da comida que a Marisa faz... reclama mas come todo dia...

    Enquanto isso o que se vê é desordem, e pior com dinheiro público, de impostos que todos pagamos, que deveria sim ser usado em escolas, hospitais, mas como ninguém reclama, continuamos com 1 funcionário público pra cada 9 brasileiros...

     
  3. Projeto 2042 disse:
  4. @Anônimo
    Gostei de "reclamar da comida que a Marisa faz" kkkk
    E tem toda razão, os gastos do Governo estão sendo feitos de forma errada. Deve-se ter prioridades e todos nós sabemos quais o povo quer.

     

Postar um comentário

Posts Recentes